Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Oba, hoje estou triste!!!

"220 desencapado
Sei que sou um desastre em potencial
De mão na cintura você me pergunta
se vai ficar mais alto o meu baixo-astral"
(Herbert Vianna)


Quando me sinto triste
as palavras vêm me visitar,
ficam farfalhando em volta de mim
E eu me faço de inocente,
fico quase imóvel,
analisando cada uma delas
E de repente eu acendo a luz,
pego caneta e papel
e as capturo, uma a uma, na folha
Isso me satisfaz, me alivia a alma,
me dá um prazer indizível...
Hoje eu acordei dissonante,
minhas sensações estavam esquisitas
minhas intenções, desafinadas
Comecei a trazer à memória
cenas que eu nunca vi,
que não me pertencem e que só me envenenam
Dei vida aos mortos
Provoquei os meus sentidos com questões sem sentido algum
Hoje eu preparei meu próprio veneno
e o bebi pausadamente,
sentindo-o descer vida abaixo,
estourando cada célula do meu sossego
Hoje eu me entristeci
por ver minhas fraquezas expostas a mim mesma,
por sentir medo de fantasmas (que absurdo!)

[Dizem que eu sou o cisne que ainda não se viu refletido
nas águas do lago e que ainda acredita ser o patinho feio]

Entretanto, o que fica disso tudo
são as palavras presas aqui na tela do computador
e a minha alma bailando leve outra vez...

(Aah... já começo a esboçar o meu melhor sorriso...
Que bela paisagem é a minha vida!)

5 comentários:

Leca disse...

hoje eu também acordei triste...
só me veio a visitas a dor, os confusos soluços...a tristeza...para completar a saudade de alguem que penso nunca existiu a não ser na minha cabeça, ou quiza.. no meu estúpido coração.
Ainda bem que estás aqui minha Lús, que possa me indicar o caminho, me tomar pela mão e aparar minhas doentia saudade.
Beijos. Paz. carinhos mil

Aroldo disse...

"oba, hoje eu estou cansado e com sono!!!"

Aroldo disse...

tá mais leve fia?!!!

Elisa disse...

Estou aqui pensando algo pra escrever... tão difícil... escrever o que pra alguem que sabe de tudo e eu nao sei de nada...
Gostei da parte do patinho feio. Eu to tentando virar um cisne!! rsrs

Cineclube Jece Valadão disse...

acho que quando a gente tá triste as palvaras vem mais fácil
pelo menos comigo é assim...
mas vc é poeta
escreve sempre ne
bonito esse
=)