Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 23 de abril de 2009

T.P.M.: Tocou, Perguntou, Morreu


Hoje eu li algumas definições para a TPM:

Todos Problemas Misturados, Tendência a Pontapés e Murros, Tô Pirada Mesmo, Tire a Porcaria da Mão, Tente no Próximo Mês, Tempo Para Meditação, Totalmente Pirada e Maluca, Total Paranoia Mental e Tendência Para Matar (ótima essa!!)

A que mais se enquadra comigo vai no título desse meu desabafo...

É, ser mulher não é nada fácil. Os homens reclamam desse nosso estágio mensal, mas só nós mulheres é que sabemos que o buraco, definitivamente, fica mais embaixo...

Na TPM eu fico completamente louca. Meus chegados reclamam das minhas variações hormonais, mas o que eles não sabem, é que eu também não me entendo; sou imprevisível pra mim mesma. Faço coisas que não faria, sinto desprezo profundo por tudo o que eu realmente amo, eu choro e, sobretudo sofro, sofro muito, pois TPM pra mim, é também, um período de altos remorsos, daquelas coisas pequenas, que ficaram láááá atrás, mas que minha mente insiste em remoer...

TPM é chata mesmo. Meu corpo dói todo, eu incho, se vejo uma folha seca ao vento, dano a chorar (sensibilidade dolorida e extremada), também tenho graves ataques de riso, nervosismo a mil, coragem pra dar na cara de qualquer imbecil que me atrase... é tudo muito, tudo plus, tudo mega, tudo hiper, extra super...

Eu sempre defendi uma ideia de que deveria ser instituída uma lei para as mulheres em franca TPM, a “Lei da Jaula”. Uma vez detectada: “Opa, essa não sou eu, essa sou eu na TPM”, a mulher deveria desfrutar do direito de isolamento, variável de 7 a 10 dias. Nesse período, ela iria pra jaula, um canto especial, com muitos chocolates, travesseiros, Cds de músicas suicidas, talvez uma TV, mas tudo em perfeito funcionamento (caso contrário, já viu...) bem longe de filhos, crianças, maridos, sogras, vizinhos, chefes, em suma, longe de seres humanos! Alívio garantido para nós e, sobretudo para os pobres mortais que convivem conosco!

Quero pedir profundo perdão àqueles que sofrem com minhas patadas, explosões, ou ainda, com a minha indisfarçável cara de nojo. Nunca vou _ou vamos_ conseguir explicar esse turbilhão de transformações hormonais, que é avassalador.

A TPM virou tema de piada, mas garanto que ela mata. Se não mata a mulher, ela mesma mata alguém. Acreditem, tudo o que eu mais queria era ser sempre um anjinho e jamais me digitransformar no incrível Hulk!

Portanto, não considerem absolutamente nada do que dissermos ou expressarmos nesse período.
Apenas respirem fundo.

E se possível for, para a "felicidade geral da nação", mantenham distância!!!

6 comentários:

Jânio Dias disse...

Eu, como homem, sofro por tabela - é que nunca sei se a variação de humor ou comportamento está relacionada a esse período.

Aí insisto em ser gentil, quero entender, tento ajudar, e as coisas só pioram.

Se eu fosse avisado antes, com certa antecedência, talvez sobrevivesse com menos arranhões.

Mas de qualquer forma, sei que sou eu o que menos sofre nessa história.

Um abraço.

Ludmila Clio disse...

Santa compreensão!!! Vc pode ter certeza disso...

Aroldo disse...

Faço minha as palavras do Jânio!!!

O Profeta disse...

Ó chamateia que fala da saudade
Ó canção que pões um brilho nos olhos
Ó mulher que tens a forma da viola
Ó que espalhas paixões aos molhos

E o cantar da meia-noite
A todos encanta e seduz
Cantar até que morra a voz
Cantar até que haja luz


Vem tocar uma Viola de dois corações



Mágico beijo

LECA NUNES disse...

UIIIIIIIIIII...
RECLAMA NÃO... ISTO AINDA PODE PIORAR...
TENHO SAUDADES DOS MEUS DIAS DE SELVAGERIAS...
HOJE SÃO CALORES NOTURNOS... DIURNOS, ENXAQUECAS, HORAS DE INSONIA...E PIOR... O HUMOR ESTÁ LÁ NO FUNDO DO POÇO...E TENHO QUE FAZER DE BOAZINHA, SENHORA EDUCADA, E NEM LAMENTAR SE FAZ FRIO, POIS ESTOU SEMPRE COM CALORES EM PLENO INVERNO.HARKKKKKKKKKK... É DOSE PRA LEÃO, OU MELHOR, LEOA...BEIJOSSS

Paixão, M. disse...

hahahahha, lud!

é verdade, ô, epocazinha!Eu sempre perco as contas, e sempro percebo a tpm depois que ela vai embora.

fico olhando pro alto, lembrando... "ah, então foi por isso", rsrs...

deus nos garde!

bjo, flor!