Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Artes em Guerra


Estamos em guerra
A tortura é a ausência
e a sentença de morte é a saudade
Tu me atacas com música
Eu contra-ataco com poesia
Clave de sol, clave de fá
Lirismo, trovas e versinhos
melodiando duas vidas silentes
poetizando dias gris
E nesse combate replicante
Tu me cercas com acordes lindos
e eu me rendo com palavras de mel
Nos abraçamos nesse bombardeio de bem-querer
Nos colocamos na mira, de peito aberto
E soltos, pelo mundo dissonante,
Tua musicalidade me guarda
e minha poesia te quer.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Mel com casca de Ferida


O amor em silêncio é feito mel com casca de ferida
É doce, mas sangra
O amor em silêncio é feito água parada
está meio viva, meio morta
O silêncio fala
o amor às vezes cala
A noite não passa
o dia acelera
O amor espera
a vida urge
Silêncio
Carinhos
Silêncio
Mimetismo
Silêncio
Tormento
Silêncio
Mel
Silêncio
Ferida
Silêncio...
melzinho com casca de ferida...
Silêncio...

Como é difícil a digestão das migalhas!