Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Socorro!

É meio como chover no molhado, mas é disso que meu coração hoje está cheio. O mundo está de pernas para o ar! Cada dia mais, sinto-me esquisita diante das pessoas, preocupadas com coisas tão irrelevantes. As conversas estão difíceis, pois nossos assuntos simplesmente não são afins. 
Triste de se ver encontros culturais vazios. Ou cheios de pessoas vazias.
Televisão lotada de pornografia, vendida como arte.
Ruas lotadas de pessoas que precisam beber para parecerem legais, camufladas em suas roupas de marcas caras, mais caras que elas próprias...
O problema é que nos acostumamos a tudo o que deveria nos escandalizar...

Não estou aqui para criticar, tampouco para resolver. Apenas para desabafar, para expressar meu desapontamento ante à mediocridade em que o mundo mergulhou. Conversar é cada vez mais difícil, ser compreendido é quase impossível. Viver está se tornando uma árdua missão. Estou cansada de estar cercada de gente que passa pela vida e em nada me acrescenta. Por isso amo o raro, por isso o ideal tornou-se incomum...


"Nadando contra a corrente só pra exercitar?"


Eu não frequento academia, não me interesso por carros, não sou fissurada em dietas, não assisto BBB, não me ligo em moda, não ouço o que a galera gosta e não me importo mesmo com o que andam pensando de mim.


- Uma camisa de força, por favor!?

5 comentários:

Thiago Schwart disse...

Moça, em cada linha vc mostra de onde vem tanta beleza... da alma! Camisa de força que nada!!
Beijos, linda!

erik coser disse...

tá revoltada??? fica assim não, é a vida!

Ludmila Clio disse...

Hahahaha... e como dizem: "é bonita e é bonita..."

: )

Paixão, M. disse...

duas camisas de força, Lud querida :)

espero que você esteja bem... nunca mais tivemos longas conversas e agora tou tão longe...

mas mando daqui minhas energias positivas sempre. um beijo grande em você!

VaneideDelmiro disse...

Ludmila, ainda bem que temos a palavra, e o sentimento do mundo, como dizia o poeta.
Saudade e solidariedade
Abraço apertado substitui camisa de força?

Vaneide