Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Está tudo bem?


                   "E são tantas marcas que já fazem parte do que eu sou agora, mas ainda sei me virar."


Segurei, durante todo o dia, esse mal-estar na alma
Sorri, brinquei, falei bobagens, disfarcei tão bem
Mas nada disso é real, não estou feliz
Estou triste por reviver problemas que me machucam,
por estar sob as mãos da aparente injustiça
Não me lembro de ter procurado por esses dias,
por ter buscado por essas horas
Ao contrário, almejei dias felizes e horas de leveza,
mas a realidade tem sido tão dura
e os pensamentos têm sido tão tristes
Faltam tantas coisas, tudo é tão difícil
Para a pergunta clichê, dou a resposta clichê:
“Está tudo bem?”
“Sim, está tudo bem.”
Não, não há nada que esteja bem
Está tudo desmoronado, meus sonhos adiados,
minha festa cancelada
Mais uma vez estou sozinha, com as lembranças das minhas vontades
Queria dormir cedo para abreviar o dia,
mas nem dormir eu consigo mais.
preciso perseverar e vigiar para não dar espaço à amargura,
mas é dolorido, tão dolorido que a alma geme,
a cada falta, a cada necessidade, a cada vontade frustrada
E não, eu não estou falando de amor,
mas também não vou ficar me explicando
A nós, basta a consciência tranquila de me perguntar se está tudo bem
e de ouvir a resposta da minha boca: “Sim, está tudo bem”.

Só não se atente para ouvir meus olhos.