Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

terça-feira, 27 de maio de 2014

Fome na cidade


Ele passava por ali,
invariavelmente, todos os fins de tarde, naquele horário.
Num dia comum, dentro de sua rotina,
ao passar por ali,
ele foi surpreendido pela presença dela, 
bem ali, na calçada.
Ela, a quem decidira tentar esquecer,
a quem amava, dizendo não querer.
E enquanto a deixava para trás, involuntariamente,
de dentro do ônibus,
virou-se o quanto pôde,
fitando-a com fome e saudade.
Naquela noite não dormiu.
Pensou na fome.
Agora, todo fim de tarde 
quando ele passa por ali,
seus olhos _famintos_ a procuram,
como se ela fizesse parte de todo aquele concreto.

Nenhum comentário: