Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Era pra ser doce



Ao desejares felicidade no amor, 
não sejas tolo em desejá-lo pela metade. 
Não sejas tonto em quereres 
apenas alguém que te ame incondicionalmente.
Eu cometi esse erro. 
Acreditei que um amor me bastaria. 
Desejei que alguém me amasse loucamente, sem limites; 
alguém que se entregasse inteiramente a mim.
Recebi. 
Hoje tenho um amor absoluto,
um coração que pulsa por mim, 
que me quer mais que a vida. 
E eu não poderia ser mais infeliz por isso.
Não me atentei que não faz sentido algum ser amada e não amar.
Hoje recebo os olhares mais apaixonados, 
que os anjos jamais testemunharam. 
E sustento os meus olhos frios, distantes, indiferentes. 
Fui tola ao desejar somente amor, 
e amor que não se troca é condenação. 
É amor que não serve para a felicidade.

4 comentários:

Olandim Sueth disse...

Certeira, como sempre! ;)

Ludmila Clio disse...

Saudade de você por aqui!!! :*

Olandim Sueth disse...

Pois é, Mila querida! Eu também estava com saudades de exteriorizar meus sentimentos após as visitas por aqui. É um cantinho que adoro por ser tão maravilhoso e aprazível! Mas último ano de faculdade vc sabe muito bem como é, rsrs.

Mas sempre estou por aqui bebendo 'uns golim' saborosos. ;)

Ludmila Clio disse...

Se sei!!! Obrigada, viu?! É maravilhoso ser acompanhada por pessoas que admiro!

(e adoraria ir à tua formatura, que é um cadim minha também!!)

Beijo!!