Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Com o amor não se brinca




Ela estava triste. Gostava dele, mas ele tinha namorada. Mesmo assim ele a procurava, gostava da companhia dela. Ela era inteligente, temperada, sincera. Ele se sentia vivo ao lado dela, mas não era capaz de largar sua namorada, insossa, sonhadora que, ingenuamente, o amava sozinha.

Mas como disse, sua amante era inteligente e pessoas inteligentes sabem o que tem que ser feito, doa o tanto que doer. Imersa em sua sinceridade, ela lhe rogou uma praga:

- Um dia você vai encontrar alguém que vai te sacudir tão forte, que você não poderá respirar sem ela.

Ele, com um sorriso sacana, lhe respondeu:

- Mas eu já te encontrei, amor!

Ela teve certeza de que ele ainda não passava de um menino inexperiente. Decidida a não mais o encontrar, lhe disse:

- Não se brinca com o amor, Felipe. Um dia ele há de engolir você.

Nenhum comentário: