Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Autorretrato


A multiplicidade das sensações
A tempestade dos sentimentos
O terremoto dos desejos
A sede pela justiça
Um labirinto espelhado
à procura de mim mesma
O espelho quebrado que me multiplica,
me divide em várias,
me atormenta e me alucina, 
me afasta e me aproxima
Os cacos do espelho
refletem meus traços, 
mas não me fazem refletir
Eles me incendeiam
e me instigam cortes na veia
Me acusam por ter nascido
Mas defloram alguma beleza nisso.

2 comentários:

Noadja disse...

Adoro suas postagens
Parabéns .

Ludmila Clio disse...

Obrigada, Noadja!! Esteja sempre por aqui!!!

;)