Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Podendo ser ou não...




Então chegamos àquela fase crítica
em que queremos prolongar a convivência
já sabendo que nada pode haver entre nós, 
a não ser isso que temos hoje, que tem data para acabar. 
E me sinto atormentada, sei que você também. 
Ao mesmo tempo que você foi uma sorte imensa, 
você foi um passaporte para meus pensamentos mais perigosos, até destrutivos. 
Quem disse que era pra me tirar tantos sorrisos assim, facilmente? 
Quem disse que era para gostar das mesmas coisas que me atraem? 
Quem disse que era pra dar tempero àquelas conversas profissionais? 
Agora estou cansada, 
foragida dos meus próprios pensamentos, 
não tenho mais onde me esconder. 
Eu não posso te querer, mas sorrindo, eu te quero. 
Sorrindo, eu não posso e, por não poder, 
sem sorriso terei que prosseguir. 
Vai ser difícil, mas quando foi fácil? 
Sei que muito de mim irá contigo, 
mas exatamente isso eu sou: 
uma coleção de pedaços de todos que podendo ser ou não, não foram.

Nenhum comentário: