Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 19 de março de 2015

Eu Não Percebia


Ontem eu estava no céu
Te vi sorrindo, no meu jardim abandonado, 
colhendo os sorrisos que esqueci
Arranjaste um pequeno espaço na bagunça da minha vida
e até o tempo parou para nos ver dançando as músicas
que cantavas nos meus ouvidos ensurdecidos
Tuas mãos tiravam de mim o menor vestígio de medo
Apagavam com carinhos as lembranças de um passado gris
A incandescência dos teus olhos era o Sol a me aquecer
Teus silêncios declaravam a paz
Eras a própria vida me convidando a viver
Eu não percebia que eras o Diabo me conduzindo ao precipício
Onde não há nuvens de algodão doce, onde o Sol não se deixa ver
A altura da tua covardia era lancinante
Engolida pela vertigem, eu não sentia meus pés
Arrancaste-me a pele, fiquei exposta à tua frieza cortante
Teus sorrisos se esconderam nas duras pedras
Desesperada, eu quis partir em fuga,
mas fui arrastada pelo teu desprezo em movimento
Minha solidão era o céu, mas eu não percebia
Olá, inferno. Eu voltei.

Nenhum comentário: