Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 5 de março de 2015

Sou Apenas


Sou apenas uma certeza duvidosa
O osso esquecido sob a carne, o osso abandonado sob a terra
A criança que sequer nasceu, a debutante orgulhosa no seu baile
Sou apenas o silêncio que grita, o sono ao lado do bombardeio
A tatuagem que se apaga quando choro
O amor que não acontece por causa do teu medo
Sou apenas a vida que corre silenciosa dentro das plantas
A flor arrancada que sobrevive afogada num copo d'água
Sou apenas um motor que corre para o precipício
A estrada sedutora que ninguém ousa correr
A paisagem deformada pelo vento, o frio que corta as faces quentes
Sou apenas a pele arrancada das unhas, o viço que protege a dor
A verdade que é dita sorrindo e ninguém acredita
A mentira que atrai a todos os mortais
A paz que atormenta, a guerra que alivia
O deserto inundado, a estrela sem brilho
A vela derretida, os cabelos cortados
Sou apenas uma inutilidade necessária
neste mundo em que todos deveriam ser,
mas apenas.

Um comentário:

LECA NUNES disse...

Cada palavra um desabafo...cada frase uma certeza...´
É mesmo assim que te vejo. sempre lágrimas, silencio, um soluço engolido
sufocado no travesseiro...
Acorda com semblante distante, lava o rosto, e sai para mais um dia...
Apenas, só, pensativa lá vai.
Lindo, Beijo beijo
Nunca esqueça que apenas você me importa nesta vida. Te amo