Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Quantos Donos tem o Mundo?


As ilhas eram nossas
Os campos de girassóis eram livres
Aves raras flertavam com o céu, 
golfinhos dançavam como queriam
O mundo respirava sem aparelhos 
e seus pés tocavam o chão

Quanto tempo eu dormi?
Quem mentiu antes do amanhecer?
Quem se fez primeiro dono?

Acordei em um pesadelo
Há cercas, muros, rótulos e patentes
Todos somos ilhas particulares
Os girassóis foram encerrados em estufas 
e custam mais que nossas almas

As aves raras suspiram pelo céu através das grades
Os golfinhos foram dopados 
e dançam sincronias suicidas
O ar é solidão palpável e os corações, 
pedras baratas que queimam nas esquinas

Quantos donos tem o mundo? 
A quem pertenço desde a noite do fim?
Quantos mundos tem o dono? 
Quem decidiu falar por mim?

Negociam meus presentes
Financiam as guerras
Erguem muros, explodem pontes
Brindam à meia-noite com sangue frio o suor ardente
Amanhecem mais ricos os donos do mundo _ mendigos de si
E não deixam sequer um girassol sobre o nosso caixão
porque girassóis valem mais que nossas almas.

Um comentário:

Leca Nunes disse...

...se este tema tirou-lhe o sono, aposto que ti dará valiosos números... está divinal, parabéns mesmo.
Vejo que te fez muito mais do que eras ontem...a flor está se abrindo, a caneta deslizante deixando um rastro de emoção e realidade.Beijo beijo amada.