Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

domingo, 3 de maio de 2015

Inteira


Olhas para mim e vejo a grande interrogação gritando silenciosa
“Por que me amas, se podes viver tão mais, em qualquer lugar?”
E meus olhos se inundam, procurando minhas mãos, que se apertam
Como poderei explicar mais uma vez o que eu não sei explicar, apenas sentir?
Sorrio, meio nervosa
O amor que não compreendes me acalma
Olho dentro dos teus olhos, preocupados
Mas os meus são calmos
Sorrimos

Ora, eu te amo por egoísmo, talvez
Porque sou melhor perto de ti, porque fico feliz ao teu lado
Porque te ver respirando alimenta a minha vida”

Mas ainda assim vejo preocupação nos teus olhos aflitos

“Meu amor, não podes perder o que está guardado dentro de ti
Se saio mundo afora, e daí?
Vive em teu coração minha raiz
É para ti que sempre volto, 
É em ti que descanso
e recupero minha paz”

Posso agora ver alívio em teus olhos
Sabes que eu poderia tanta coisa, mas só teus olhos me interessam
E quando compreendes meu amor, amor
Sou a mulher mais feliz do mundo!
Agora me abraça, me beija a cabeça
Me olha daquele jeito que só teus olhos sabem olhar
Sobrevivi durante todo esse tempo sem uma palavra sequer
Estou aqui, te amando muito mais agora
E te dou todo esse tempo como prova
Descansem, olhos amados
Amor que resiste ao tempo  
acaba sendo pra vida inteira.

Nenhum comentário: