Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Seis Travesseiros


Ela sempre dormia espremida do lado direito da cama.
Era como uma mensagem subliminar para a vida, um sinal. 
Deixava livre o lado esquerdo da cama, que era como seu coração, vazio.
Sim, para ela a cama e o coração eram espaços que se completavam.
Impossível completar a cama tendo incompleto o coração.
E assim passaram os meses, os anos. 

Aos poucos, ela invadia o lado esquerdo da cama, 
pois ninguém chegava ao seu coração.
Hoje ela dorme atravessada na cama, com os pés pra fora.

 Esconde-se sob seis travesseiros, 
não há espaço para outra pessoa em sua cama.
E vazio permanece o seu coração.

Um comentário:

Liv disse...

Parece eu
Adorei o texto.