Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

O que Sempre quis Ser


Guarda pra mim o teu último brilho,
teu último fulgor, teu último vestígio de luz
Guarda pra mim o teu último desejo,
teu último abraço, teu último beijo
Guarda só pra mim a tua última esperança,
tua última hora, sorriso e lágrima
Guarda também o teu último pensamento, teu último sentimento,
carinho, vontade, olhar, bilhete, música
Eu não quero nada que nasça primeiro,
nada que venha antes, que acorde cedo
E enquanto guardar meus últimos pedidos,
resista a cada ataque da saudade,
não se renda ao pesadelo, tampouco à realidade
Vá gastando teus milésimos de segundos com terceiros
[eu espero]
Ainda que chova,
hás de chegar a tempo
[eu sinto]
Pousarás teus olhos _urgentes_ sobre mim
[eu quero]
e em êxtase, receberei teus últimos presentes
Serei então a tua última certeza
e me tornarei tua última lembrança:
o que sempre quis ser
Pois o último não é resto, mas o que fica
E sendo o último, torna-se primeiro
e assim se eterniza.

Nenhum comentário: