Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

terça-feira, 28 de junho de 2016

Mundo, mundo


Mundo, mundo
Todos sabem muito, demais
Quero aprender a não saber
Sentir já me satisfaz
Ensina-me a não saber
Ensina-me a não entender
Sinta-me por aqui, 
perto, dentro, única, assim
Saia da multidão
Toque minha vida
Troque minha vida
Mude minha vida!
Não seja mais um 
que se deixa sacudir, mas em mim nada altera
Quebre minhas paredes, fure meu chão
Afaste os móveis, dance na sala
Faça-me suar, fremir nas tuas mãos
Dispa minha alma com teus olhos
Fale-me de tuas querências, em silêncio
Peça-me segredos que sei te revelar
Deseje meus infinitos, te darei um a um
Decifra-me o olhar
Deflore meus medos
Arranca-me os pavores de menina 
Acenda a luz para ler meu coração
Mundo, mundo
Ensina-me a não saber
Sentir é o que preciso
Ser tua vida decolando sobre meu chão,
rumo ao meu céu infinito
Ser teu ponto de partida e anseio de chegada
Acelerando para meu brilho intenso
Quero-te inteiro, denso e complicado
Simples, entregue e rendido
Quero-te mundo, meu mundo
Não sei bem por quê
e não quero entender
Sentir já me satisfaz.

Nenhum comentário: