Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Resenha do "Febríssima" - Blog Tamaravilhosamente


O Febríssima está espalhado por todo o Brasil.
Graças a Deus tem exemplar em todas as regiões brasileiras!
E hoje saiu mais uma resenha, mais um fruto belíssimo que este trabalho está me trazendo!

 Assinada por Tamara Moureth, no blog Tamaravilhosamente, onde há algumas semanas saiu uma entrevista com as melhores perguntas que já me fizeram!

Mais uma vez agradeço imensamente a Tamara pelo zelo e capricho na edição da resenha e por todo carinho que me deu ao longo do processo de produção do Febríssima.

É um desafio ser poeta no Brasil, mas desafio é o meu combustível.
Ainda bem que posso contar com pessoas que me acreditam e me impulsionam.
O caminho é árduo, mas incrivelmente desafiador!
E eu sei: não ando sozinha!
Obrigada a todos os que me acompanham nessa insana jornada.




quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Leve Perigo


Quanto mais doce for a tua voz
Quanto mais sutil for o teu carinho 
Quanto mais lentamente entranhares em minha alma 
Mais célere chegas ao meu coração 
Eis o perigo do amor: 
chega sem avisar 
Tem fala mansa, toque leve, 
sutilezas, adornos 
E quando a gente vê, já o respira.

Furacão


Coisa boa é ficar me lembrando de você a semana inteira. 

Não, não estou falando da saudade do teu abraço ou de ficar me lembrando do teu sorriso ou do teu jeito despretensioso de olhar para mim. Estou falando das nossas conversas, das horas que passamos falando sobre tudo e qualquer coisa, daquele tempo precioso que ficamos nos reparando, nos conhecendo, mergulhando sempre um pouco mais no universo do outro. 

Daí eu passo a semana inteira me lembrando de um ou outro detalhe que conversamos. 

Fora os assuntos que você, sem saber, me faz pesquisar. É letra de música, banda antiga, raça de cachorro, ponte histórica. Acho sutil essa sua maneira de estar presente todos os dias, mesmo sem te ver. É como se você se guardasse nos detalhes dos meus dias e à medida que vou tocando neles, você vai brilhando na minha memória. Então eu sorrio, sinto uma saudadezinha gostosa. 

O sentimento é tão leve, que me arrepia. 
Que maneira mais delicada de ser furacão na minha vida!