Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

domingo, 6 de dezembro de 2015

Rotina, Sangue e Coração

Tínhamos um pacto: rotina, sangue e coração
Nada sairia do previsível cotidiano
Manhãs forçadas pelo despertador
Tardes evaporando entre as tintas
Noites morrendo nos braços da rotina
Mas na noite passada fui traída:
rotina, sangue e coração tramaram um plano
sem que eu soubesse
A rotina se misturou à multidão 
e eu a perdi de vista
O sangue mudou de direção 
e o coração acelerou pelo desconhecido
Hoje de manhã acordei bagunçada 
e sem despertador
Há um sorriso tímido nos meus olhos
E eu ainda não sei se realmente fui traída
ou abençoada.

Nenhum comentário: