Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

segunda-feira, 28 de março de 2016

Fire Escape


Logo teu saldo de amor diminuirá
Pois sinto caírem meus últimos grãos de areia
na ampulheta da vida
Não te amarei mais. Não por maldade, querido,
mas é uma ilusão acreditar que o amor vive na morte
Terás de ser forte e cativar novos amores pela vida
Contudo, podes descer as escadas de emergência
sempre que a saudade apertar
Não, meu bem, sentir saudade não é fraqueza
Chorar é humano, permitir-se é digno
Corra do incêndio da dor a cada inverno
Esconda-se em nossas lembranças no porão de teu coração
Não te deixarei amor, mas em ti deixo a minha força
O olhar obstinado sobre a conquista
O repúdio ao que é corrompível e enganoso
Honre a nossa guerra, mantenha quente o nosso sangue
Perpetue incansavelmente a busca pela lealdade, justiça e paz
Que renovem tuas forças a cada primavera
e logo hás de perceber que o amor nunca morre,
pois está escondido nelas.

Nenhum comentário: