Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Desbotou...




Os laços de cetim que nos uniam
são como arames farpados perfurando meus pulsos.
Tuas mãos a me tocar
são como pregos rabiscando minha pele.
Quando me beijas,
sinto cacos de vidro ferindo meu rosto.
Nosso palácio encantado ficou mal-assombrado.
Nossos cachorrinhos já não me reconhecem e,
como lobos famintos, me atacam.
Teus presentes já não me compram.
Em tuas palavras eu não presto mais atenção.
Tua respiração me cansa.
Tua existência me ofende.
Parece que chegamos ao fim...

2 comentários:

Ricardo Galiasso disse...

que triste... que palavras esparsas e fortes ao mesmo tempo! :(

Ricardo Galiasso disse...

forte heim!?