Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Presente



Todo amor vivido nunca será repetido
Todo amor guardado nunca será entregue
Já te matei mais de cem vezes aqui dentro
Já quis ser fria e racional,
te deixar no passado, onde vivemos,
te afogar nas brigas que tivemos
Todas, por teu ciúme decidido, 
argumentos do teu coração inseguro
Eu tinha um punhado de estações a menos 
e um querer legítimo, 
no qual teu coração jamais acreditou
Eu, íntima das palavras, 
nunca soube te persuadir
Era amor
Foi amor
É amor, pra sempre amor
Mas por incompetência minha
toda nossa conjugação ė vontade 
Passado, presente, futuro amor,
nosso amor-mais-que-perfeito,
morto de saudade.